Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Sistema de saneamento básico reforçado com aquisição de novos contentores

Porto Novo, 16 Mai (Inforpress) – Os serviços de saneamento no município do Porto Novo, Santo Antão, acabam de ser reforçados,  sobretudo na recolha do lixo, com a aquisição de novos contentores de 120 e 800 litros, informou hoje a edilidade porto-novense.

Segundo o vereador do pelouro do saneamento, Irlando Ramos, trata-se de “um investimento necessário e complementar para melhoria contínua no sistema de recolha de lixo” na cidade do Porto Novo e nas zonas rurais, proporcionando, assim, aos munícipes “melhor qualidade de vida”.

A melhoria do sistema de saneamento básico no município do Porto Novo faz parte de um pacote de investimentos à volta de 18 mil contos, que a edilidade pretende realizar ao longo de 2020, o qual incluiu ainda a compra de uma viatura de recolha de resíduos e reabilitação da lixeira municipal.

A cidade do Porto Novo, apesar da acumulação do lixo nas ribeiras e encostas, é considerada, pelas autoridades locais, uma urbe limpa, sendo que um dos maiores desafios que enfrenta, nesta altura, a nível do saneamento, prende-se com a gestão dos esgotos.

A actual rede de esgotos, já obsoleta e saturada há vários anos, só consegue cobrir 20 por cento deste centro urbano, com cerca de dez mil habitantes.

O projecto de água e saneamento de Santo Antão, financiado em 12 milhões de dólares (quase 1,2 milhões de contos), pelo Banco Árabe para o Desenvolvimento em África (BADEA), prevê-se, entretanto,  uma “reestruturação profunda” de  todo sistema de saneamento no Porto Novo.

O projecto, cujas primeiras intervenções têm lugar já em 2020, vai contemplar este município com a ampliação da rede de esgotos, em cerca de 12 quilómetros, e instalação de uma estação de tratamento de águas residuais (ETAR), além de construção de 200 fossas sépticas em áreas rurais e mais de três mil ligações domiciliárias.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos