Porto Novo: Santuário de São João e igreja matriz são projectos que vão contar com envolvimento da edilidade – autarca

 

Porto Novo, 22 Jun (Inforpress) – A requalificação da ribeira da antiga igreja para receber o santuário de São João e a construção da igreja matriz do Porto Novo são dois projectos, cuja implementação vai contar com o envolvimento da edilidade porto-novense.

A garantia é do presidente da Câmara Municipal, Aníbal Fonseca, que também pediu o envolvimento dos emigrantes na construção da igreja matriz, cujo projecto foi apresentado, esta quarta-feira, no quadro das festividades de São João, neste concelho.

O edil do Porto Novo assegurou que a ribeira da antiga igreja, onde se celebra, todos os anos, a missa em honra do santo padroeiro, vai ser alargada e requalificada para receber o santuário de São João.

O padre Adémario Delgado propôs a construção nessa ribeira, onde, a seu ver, fica “a raiz do Porto Novo”, da basílica de São João.
Nessa ribeira fica a mais antiga capela do concelho do Porto Novo, construída em 1905.

O pároco do Porto Novo, o frei José Pires, pediu, igualmente, o apoio dos emigrantes na construção da igreja matriz, numa altura em que a actual igreja paroquial, construída nos anos 70, além de ser exígua, já não oferece condições para as celebrações religiosas.

José Pires qualifica a actual igreja de “um autêntico armazém”, coberta de “telhas cancerígenas” que não dignifica o santo padroeiro, nem a cidade do Porto Novo.

Por isso, o pároco pediu aos emigrantes a ajudarem a Igreja Católica na construção da nova igreja, um espaço com a capacidade para 600 fiéis, que “dignifica a cidade do Porto Novo e o São João”, referiu.

Os emigrantes naturais deste concelho santantonense já se comprometeram a ajudar na construção dessa igreja.

JM/JM

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos