Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo/Ribeira das Patas: Agricultores esperam há quase década pelos investimentos na Ribeira de Carpinteiro

Porto Novo, 15 Jun (Inforpress) – Os agricultores na Ribeira das Patas, no Porto Novo, em Santo Antão, esperam, há quase uma década, pela recuperação das parcelas e das captações de água na Ribeira de Carpinteiro, destruídas com extracção de inertes, nessa localidade.

Os agricultores, que residem em Lagoa da Ribeira das Patas, ao longo desses anos, têm estado, insistentemente, a reclamar a recuperação das suas parcelas e das infra-estruturas hidráulicas, que ficaram, seriamente, afectadas com a “exploração desenfreada” de pedras, no local.

O material foi utilizado, em 2012, nas obras de ampliação do porto do Porto Novo.

O representante da Associação para o Desenvolvimento Integrado da Ribeira das Patas (ADIRP), Arlindo Delgado, lembra que os lavradores têm vindo, constantemente, a pedir “intervenções de fundo” nessa zona agrícola, que nunca foram realizadas. 

Os lavradores esperam ainda pela recuperação das nascentes e parcelas agrícolas, que foram destruídas, além de intervenções a nível da correcção torrencial.

O agricultor João Lima recorda que “grandes quantidades” de pedras foram extraídas nessa ribeira, que acabaram por provocar “danos ambientais gravíssimos” a essa zona agrícola, com “perdas avultadas” para as famílias.

A Câmara Municipal do Porto Novo chegou a exigir, nos tribunais, ao consórcio que executou as obras no porto do Porto Novo uma indemnização de 60 mil contos, mas acabou por perder a acção, já que as empresas tinham autorização do Governo para proceder à extracção de inertes, nesse local.

O Ministério da Agricultura e Ambiente, que chegou  a realizar  “obras pontuais” em Carpinteiro, garante que as intervenções nessa zona estão previstas no âmbito do projecto de reordenamento da bacia hidrográfica da Ribeira das Patas, estando o Governo a mobilizar financiamentos para arrancar com as acções.

A correcção torrencial, a prospecção de água subterrânea, a recuperação das parcelas, a conversão dos terrenos de sequeiro em parcelas irrigadas e a instalação de sistema de rega gota-a-gota são os investimentos previstos no quadro do projecto de reordenamento dessa bacia hidrográfica da Ribeira das Patas.  

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos