Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Problema do fumo expelido pelo fabrica de queijo vai ser resolvido – edil

Porto Novo, 25 Abr (Inforpress) – O problema do fumo expelido pela fábrica de queijo na cidade do Porto Novo, Santo Antão, pode estar com os dias contados para o alivio dos moradores, que vivem nas proximidades dessa unidade fabril, informou a edilidade portonovense.

O autarca assegurou que a direcção dessa fabrica tem consciência do problema e já informou às autoridades que está a envidar esforços para a sua resolução, que passará pela feitura de “alguns arranjos” na chaminé dessa unidade agro-alimentar.

“Há alguns arranjos que vão ser feitos e o problema ficará resolvido em breve”, notou o edil, confrontado com a preocupação dos moradores dos barros de Branquinho e Chã de Camoca , sobre o fumo expelido pela fábrica, todos os dias.

Os moradores, que já levaram, ainda, essa preocupação às autoridades sanitárias, dizem que o fumo está a criar problemas de saúde à população, pelo que exigem “a resolução do problema o mais depressa possível”.

“Não somos contra a fábrica, mas também não podemos continuar a consumir o fumo que está a dar cabo da nossa saúde”, avançou Pedro Cruz, um dos moradores, dando conta da intenção da população em intentar uma acção judicial contra a manufactura de queijo do Porto Novo.

A fábrica de queijo, que foi instalada, em 1998, em plena cidade do Porto Novo, no quadro da cooperação luxemburguesa, esteve encerrada durante três anos, por razões financeiras, mas reabriu as portas em Dezembro de 2016.

Além do queijo, essa unidade produz ainda charcutaria (carne defumada e outros).

JM/JMV

Inforpresss/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos