Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Populações insistem na necessidade de um programa de melhoria das estradas municipais

 

Porto Novo, 02 Nov (Inforpress) – As populações de diferentes comunidades rurais no Porto Novo, Santo Antão, insistem na necessidade de a edilidade porto-novense desencadear um programa de manutenção das estradas municipais,  que estão em mau estado de circulação.

Em situação mais difícil, estão as estradas de acesso ao Planalto Norte, à Martiene, à Chã de Norte e à Ribeira Fria e Ribeira dos Bodes, segundo os moradores que, nos últimos tempos, têm vindo a alertar para “o mau estado” dessas acessibilidades.

Fidel Neves, porta voz da população do Planalto Norte, chama atenção para situação da via Campo Redondo/Chã de Cruz, que necessita de “uma intervenção urgente”, uma vez que está a pôr em risco a vida das pessoas que nela transitam.

O mau estado da estrada de acesso à Martiene está, também, a preocupar a população local, segundo André Monteiro, residente nessa localidade.
Ivanildo Dias, líder associativo em Chã de Norte, informou que a estrada de acesso à essa comunidade está a precisar de intervenções com vista a melhorar a circulação nessa via carroçável.

Em mau estado estão, também, as estradas de acesso à Ribeira Fria e Ribeira dos Bodes, segundo Adilson Silva, porta-voz dos condutores, que transitam, diariamente, nessas vias.

A Câmara Municipal do Porto Novo tem alegado falta de meios financeiros e equipamentos para proceder à manutenção das estradas neste município, onde, praticamente, todas as vias secundárias estão a precisar de intervenções, a avaliar pelas reclamações das populações.

A edilidade admite que o concelho enfrenta ainda “grandes problemas de encravamento”, mas alega falta “recursos” para realizar as intervenções que as populações exigem nas estradas que ligam as diferentes localidades no interior do município.

Entretanto, no caso da estrada de aceso à Martiene, o Governo, no quadro do programa requalificação, reabilitação e acessibilidades, já disponibilizou uma verba de cinco mil contos para recuperação dessa via, em 2018.

Em relação a Chá de Norte, essa comunidade foi contemplada, no quadro do programa de recuperação de Santo Antão, com a construção de uma passagem hidráulica em Boca de Ribeira, obra estimada em quase 15 mil contos e que vai ser construída dentro de sete meses, para facilitar a circulação nessa via.

JM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos