Porto Novo: Municipalização do centro de desenvolvimento social está a ser implementada normalmente – edil

 

Porto Novo, 09 Ago (Inforpress) – O processo de municipalização do centro de desenvolvimento social do Porto Novo, no quadro de um protocolo firmado, em Maio, entre a edilidade porto-novense e o Ministério da Família e Inclusão Social, está a decorrer na “normalidade”.

Quem o garante é o presidente da Câmara Municipal do Porto Novo, Aníbal Fonseca, que adiantou que a transferência dos serviços, incluindo os recursos humanos e materiais, para o município está a ser cumprida pelo Ministério da Família e Inclusão Social.

Está a decorrer, desde esta terça-feira, no Porto Novo, um ateliê de capacitação dos técnicos municipais da região de Barlavento, em planificação e gestão de projectos, acção que se insere, precisamente, no âmbito do processo de municipalização dos centros de desenvolvimento social.

Segundo a directora-geral da Inclusão Social, Mónica Furtado, que falava na abertura do ateliê, que tem a duração de três dias, o protocolo de municipalização prevê a assistência técnica e financeira aos municípios.

A realização dessa formação visa, precisamente, cumprir o protocolo, segundo a responsável, que referiu-se aos programas que o este ministério tem em curso visando libertar da pobreza as famílias cabo-verdianas.

É o caso do programa “rendimentos de inclusão social” que apoia as famílias mais vulneráveis através de micro-créditos para a promoção de actividades geradoras de rendimentos.

A edilidade porto-novense e o Governo já firmaram, igualmente, protocolos municipalização de outros serviços, com destaque para o centro da juventude e da pousada da juventude.

A autarquia diz ter planos para o futuro do centro da juventude que pretende transformar num espaço de capacitação e formação profissional dos jovens.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos