Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Lavradores aproveitam “trégua” da traça do tomateiro para investir nas culturas do tomate e repolho

Porto Novo, 04 Jan (Inforpress) – A traça do tomateiro, conhecido também como “tuta absoluta”, deu, nesta época do ano, “alguma trégua” aos lavadores no município do Porto Novo, em Santo Antão, que aproveitam para investir nas culturas do tomate e repolho.

Esta praga, que chegou ao Porto Novo há cerca de 15 anos, ataca sobretudo na época mais quente, as plantações de tomate e repolho em várias zonas do concelho do Porto Novo.

Henrique da Luz, da localidade da Ribeira dos Bodes, uma das zonas mais infestadas pela borboleta “tuta absoluta”, confirmou à Inforpress que, neste período do ano, em que a temperatura baixa, a traça do tomateiro dá “uma folga” aos lavradores, que aproveitam para apostar nas culturas do tomate e repolho.

A presença desta praga, que ataca mais nos meses considerados mais quentes do ano, é bastante acentuada também na Ribeira Fria, mas já chegou também à Casa de Meio, Alto Mira e aos perímetros agrícolas nos arredores da cidade do Porto Novo, segundo os agricultores.

Em algumas destas zonas, segundo um técnico do Ministério da Agricultura e Ambiente, os lavradores, com apoio deste ministério, têm estado a controlar esta praga através de “armadilhas”, já que não se encontrou ainda uma forma mais eficaz de a combater.

JM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos