Porto Novo: Governo apoia edilidade na recuperação da central fotovoltaica do Monte Trigo

Porto Novo, 31 Jan (Inforpress) – A Câmara Municipal do Porto Novo está a articular com o Governo uma parceria visando a recuperação da central fotovoltaica do Monte Trigo, que enfrenta “um momento crítico” devido ao fim da vida útil das baterias.

A central fotovoltaica de Monte Trigo, que foi a primeira aldeia em Cabo Verde electrificada em 2012, a 100 por cento (%) com energias limpas (energia solar), tem estado, nos últimos meses, a funcionar “a meio gás”, situação que está a preocupar a comunidade.

Segundo o edil do Porto Novo, Monte Trigo, com cerca de 300 habitantes, enfrenta neste momento “o desafio da sustentabilidade do sistema energético”, mas no entender do autarca existem “boas perspectivas” de uma boa articulação e parcerias com o Governo na resolução do problema.

Conforme explicou, o compromisso foi assumido no início desta semana, durante a visita do ministro do Turismo, Transportes e ministro da Economia Marítima, José Gonçalves, a Monte Trigo, no quadro da sua estada em Santo Antão.

“Vamos trabalhar juntos com a câmara do Porto Novo para melhorar a central em Monte Trigo, que tem a ver com a substituição das baterias”, anunciou José Gonçalves, durante a visita à essa localidade.

De acordo com a edilidade, vão precisar de cerca de três mil contos para a recuperação dessa unidade de produção de energia solar.

A empresa Água da Ponta Preta (APP), gestora da central fotovoltaica do Monte Trigo, admite o facto de se registar neste momento “algumas incidências” no funcionamento da central, devido a um problema num dos bancos de baterias de armazenamento de energia”.

A APP garante, porém, que a gestão dessa central tem sido feita de forma a que os consumidores tenham o mínimo de interrupções possíveis, recorrendo-se também a um gerador de emergência.

A central fotovoltaica do Monte Trigo foi instalada, em Fevereiro de 2012, no âmbito projecto Sesam-er (Serviço Energético Sustentável para as populações rurais Isolados Mediante Micro-redes com Energias Renováveis em Santo Antão), financiado pela União Europeia.

JM/FP

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos