Porto Novo: Empresários Líbios estudam possibilidade de investimentos no sector das pescas – edilidade

Porto Novo, 28 Mar (Inforpress) – O município do Porto Novo está a suscitar interesse de investidores líbios, que elegem as pescas como “o foco principal” de possíveis investimentos neste concelho santantonense, informou hoje a edilidade.

Esta possibilidade surge depois de uma recente visita a Santo Antão do embaixador da Líbia em Cabo Verde, com o propósito de analisar oportunidades de investimentos do Governo e de empreendedores líbios no Porto Novo, tendo como foco principal as pescas.

A edilidade porto-novense informou através de uma nota que, além da comunidade piscatória da cidade do Porto Novo, o diplomata líbio, que esteve este fim de semana em Santo Antão, visitou ainda o Tarrafal e Monte Trigo, que constitui “uma referência no sector da pesca”.

O documento cita o embaixador da Líbia em Cabo Verde, que deixou a garantia de que o sector das pescas representa “um dos principais sectores em que os líbios poderão investir na ilha de Santo Antão”.

Além da pesca, outros sectores de actividade têm vindo a suscitar interesse de investidores, com destaque para a agricultura, indústria de pozolanas e energias renováveis, existindo já investimentos “engajados” em todos estes domínios, segundo as autoridades locais.

No caso da agricultura e energias renováveis, a empresa Aquasun Energia e Água já confirmou um financiamento de 23 milhões de euros para a implementação no concelho do Porto Novo de um “projecto estratégico” em energias renováveis, dessalinização de água do mar para rega, produção agrícola tradicional e em hidroponia.

O projecto prevê um parque solar híbrido para autoconsumo, integrado com uma central de dessalinização com capacidade de produção de 3.500 metros cúbicos de água/dia, a construção de um centro agro-industrial no Porto Novo, além da certificação da produção, transformação e embalagem.

Saliente-se ainda que, nos últimos tempos, Porto Novo tem recebido ainda grupos de empresários que pretendem investir no sector de turismo, designadamente na animação turística, soube a Inforpress junto do posto do turismo local.

JM/CP

Inforpress/Fim 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos