Porto Novo: Edilidade lança apelo ao Governo para ajudar a resolver a penúria de água no Planalto Norte

 

Porto Novo, 24 Abr (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal do Porto Novo lançou, hoje, um apelo ao Governo e aos demais parceiros do município, para ajudarem a edilidade na resolução da situação de penúria de água por que passa o Planalto Norte.

Aníbal Fonseca disse que a sua Câmara tem desafios importantes para o Planalto Norte, um das zonas mais afectadas pela seca, com destaque para a questão do abastecimento de água, que espera revolver “dentro de pouco”, com o apoio do Governo e dos parceiros do concelho.

“Lanço um apelo ao Governo e aos nossos demais parceiros no sentido de nos ajudarem a socorrer a população do Planalto Norte com água potável”, notou o autarca, para quem “um dos grandes desafios ” da sua autarquia é levar água aos 600 habitantes dessa localidade.

“Ainda não temos financiamento para o projecto, orçado entre 20 a 25 mil contos. Está, perfeitamente, ao alcance da Câmara e dos nossos parceiros pelo que esperamos, ainda este ano, ter luzes muito fortes para resolver a crise de água no Planalto Norte”, sublinhou ainda Aníbal Fonseca.

Para já, a edilidade portonovense tem já garantido o projecto de electrificação do Planalto Norte, que arranca até ao mês de Maio, “o mais tardar”, segundo Aníbal Fonseca.

O projecto, estimado em 16 mil contos, tem financiamento garantido, através da cooperação portuguesa, e visa levar energia eléctrica durante 24 horas por dia à essa comunidade, com a instalação de um sistema fotovoltaico.

O Planalto Norte é abastecido, durante grande parte do ano, através de água auto-transportada a partir da cidade do Porto Novo e quando a estrada está em mau estado, como acontece, nesta altura, os auto-tanques têm dificuldades em se deslocar à essa localidade.

JM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos