Porto Novo: Edilidade assegura parte do financiamento para socorrer com água potável a zona Norte do município

 

Porto Novo, 10 Ago (Inforpress) –  A edilidade portonovense tem já assegurado, através da cooperação descentralizada, parte do financiamento que permitirá, já em Outubro, iniciar o projecto que levará, num período de um ano, água potável ao Planalto Norte do Porto Novo.

Através da cooperação portuguesa, a edilidade mobilizou já cerca de 40 mil euros, estando em vias de conseguir, junto de outros parceiros, a restante verba (70 mil euros), que permitirá dar os primeiros passos na implementação do projecto de abastecimento a esse planalto, cuja população passa por penúria de água.

A execução do projecto de abastecimento de água ao Planalto Norte do Porto Novo, a partir da nascente de Escravoerinhos, em Martiene, contará com vários parceiros, com destaque para o Governo que já assumiu a responsabilidade de construir os reservatórios e estações de bombagem.

A Câmara Municipal do Porto Novo terá a seu cargo a instalação dos sistemas fotovoltaicos para a bombagem da água a partir de Escravoerinhos para os diferentes povoados do Planalto Norte.

Os responsáveis municipais acreditam que, até ao mês de Outubro, estarão criadas as condições para o início do projecto que ficará concluído num período de um ano.

O edil do Porto Novo, Anibal Fonseca, disse acreditar que Planalto Norte, localidade com 600 habitantes, terá água potável em 2018, no âmbito do projecto, que rondará cerca de 20 mil contos, e afiançou que já há garantia de financiamento de “vários parceiros” na sua concretização.

Essa localidade, bastante fustigada pela seca, é abastecida com água auto-transportada, a partir da cidade do Porto Novo.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos