Porto Novo: Edil promete exercer influência na resolução do problema que afecta o furo em Chã de Norte

 

Porto Novo, 09 Out (Inforpess) – O presidente da Câmara Municipal do Porto Novo prometeu, hoje, exercer a sua “influência” junto Governo na resolução do problema que afecta o funcionamento do furo de extracção de água para rega em Chã de Norte, interior do município.

Um problema no quadro eléctrico do sistema de bombagem tem estado, nos últimos tempos, a condicionar o funcionamento do furo em Chã de Norte, que reduziu, drasticamente, a sua capacidade de produção, criando sobressaltos à actividade agrícola nessa zona, com prejuízos elevados para os 50 agricultores.

Aníbal Fonseca promete deslocar-se, esta semana, à Chá de Norte para, de entre outras questões, discutir com a comunidade a situação do furo, equipado em 2015 com um sistema fotovoltaico para a produção de água para a agricultura.

O furo, que antes produzia 100 metros cúbicos de água por dia, consegue, nesta altura, bombear somente 20 metros cúbicos diariamente, para o desespero dos agricultores, que já perderam, praticamente, toda produção.

Muitos agricultores, que clamam por “uma solução urgente” para o problema do furo, dizem ter sido obrigados a abandonar as suas parcelas por falta de água.

O Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) chegou, há cerca de três meses, a instalar uma nova bomba para aumentar a capacidade de bombagem, mas o problema no quadro eléctrico, que existe desde a instalação dos equipamentos, há dois anos, praticamente, acabou por paralisar o funcionamento do furo.

A delegação do MAA no Porto Novo garante estar a envidar esforços para “em breve” resolver o problema, para que a actividade agrícola em Chã de Norte, da qual depende o sustento de dezenas de famílias, retome a sua normalidade.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos