Porto Novo: Delegação do MAA espera até “princípios” de 2023 ultrapassar problema de água para o gado

Porto Novo, 30 Nov (Inforpress) – A delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) no Porto Novo, Santo Antão, espera ultrapassar, até aos “princípios” de 2023, o problema de água para o gado nas zonas onde está “o grosso” do efectivo pecuário.

A garantia partiu hoje do delegado do MAA, Joel Barros, numa altura em que este ministério já disponibilizou quase nove mil contos para resolver, “dentro de pouco tempo”, o problema de água para o gado na zona baixa do município (Ribeira e Tortolho, Morro Tubarão e Ribeira Brava).

Joel Barros disse à Inforpress que o financiamento está assegurado e que a consignação do projecto de abastecimento de água ao gado na zona baixa do município acontece esta quinta-feira, 01, prevendo que “até aos princípios” do próximo ano os 70 criadores locais já tenham acesso à água para os seus animais.

Da mesma forma, na zona alta do concelho, designadamente no Planalto Norte, o problema de água para o gado fica resolvido ainda no decurso do mês de Dezembro, com a inauguração do projecto de bombagem e adução de água a esse planalto.

Além do consumo público, o projecto, financiado pelo MAA em cerca de 90 mil contos, visa ainda resolver o problema de água para o gado nesta zona, onde se concentra “parte importante” do efectivo pecuário do concelho do Porto Novo, avançou.

Porto Novo, com cerca de 25 mil cabeças de gado, possui um dos maiores efectivos pecuários do País.

JM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos