Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Criadores de gado esperançados numa solução ao problema dos cães vadios neste concelho

Porto Novo, 25 Mai (Inforpress) – Os criadores no Porto Novo, Santo Antão, manifestaram-se hoje “esperançados” numa solução ao problema de cães vadios neste concelho, regozijando-se com a vinda de uma equipa de técnicos holandeses para montagem de um plano para resolver esta problemática.

O representante da Associação dos Criadores de Gado do Porto Novo, Romeu Rodrigues, disse que se trata de “uma boa iniciativa”, augurando “votos” de que os técnicos holandeses ajudem a encontrar “uma solução” para o problema dos cães vadios, que está a pôr em risco a actividade pecuária, neste concelho.

A problemática dos cães vadios tem estado no centro das preocupações dos criadores de gado, do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) e das autoridades municipais que tinham admitido recorrer à caça e abate desses cães, que têm estado a dizimar o gado caprino no município. 

O delegado do MAA, Joel Barros, espera, também, que a vinda dos técnicos holandeses a Porto Novo ajude a encontrar uma solução ao problema, evitando, assim, chegar à “situação extrema” de abate dos cães, que estão a matar o gado.

A equipa de técnicos, ligada ao projecto “Um cão, um amigo”, que está a ser implementado em Santo Antão, vai estar até aos princípios de Junho no Porto Novo para um estudo sobre os ataques ao gado (cabras, porcos, vacas) por parte de cães vadios e montar um plano de prevenção desses mesmos ataques.

A coordenadora do projecto, Iris van Maarschalkerwaart, explica que a ideia é montar um plano que traga “medidas práticas” visando a prevenção de conflitos entre os cães e o gado, além do manejo sustentável, eficaz e humano da população canina e educação sobre a propriedade responsável de cães.

Aliás, no âmbito do projecto “Um cão, um amigo”, está-se, em cooperação com o Ministério da Educação, a desenvolver, no Porto Novo, acções de educação sobre propriedade responsável de cães, prevendo-se que, em Outubro, um grupo de veterinários holandeses estará neste município para castrações.

O projecto “Um cão, um amigo”, iniciado em 2019, com a castração de “centenas” de cães no Paul e Ribeira Grande, prevê castrar cerca de 1.500 cães nos próximos cinco anos em toda a ilha de Santo Antão. 

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos