Porto Novo: Cerca 200 agricultores esperam ser contemplados pelo Governo com parcelas de terreno

Porto Novo, 28 Out (Inforpress) – Perto de 200 agricultores no interior do Porto Novo, Santo Antão, esperam ser abrangidas com a medida do Governo em atribuir, definitivamente, parcelas de terra às famílias neste concelho, que queiram dedicar-se à actividade agrícola.

Trata-se, segundo o Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA), de agricultores que já trabalham as parcelas em regime de posse útil,  tendo o Governo decidido atribuir, a título definitivo, os terrenos a esses lavradores.

Em Casa de Meio são quase 50 agricultores contemplados com o projecto “Jovens agricultores”, co-financiado pela cooperação portuguesa, que vão ter a possibilidade de receber, definitivamente, as parcelas, que já preparam, estimadas em sete hectares.

Também em Chã de Norte mais de 50 famílias estão em vias de receber, de vez, as parcelas que cultivam desde 2015.

Tanto em Casa de Meio, como em Chã de Norte, os processos, segundo os serviços do MAA, no Porto Novo, estão a ser preparados podendo, “dentro pouco tempo”, os agricultores receberem, definitivamente, os seus terrenos.

Igualmente, em Ponte Sul/Chã de Monte, Ribeira dos Bodes e em Ribeira da Cruz (Morro Cavalo) quase uma centena de agricultores espera receber as parcelas que já trabalham, há vários anos.

Os ministérios das Finanças, através da  direcção-geral do Património do Estado, e da Agricultura e Ambiente, através da delegação no Porto Novo, estão já há algum tempo a organizar os processos, com vista a transferência definitiva dos terrenos aos agricultores.

JM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos