Porto Novo : Centro de arte e ofícios pronto dentro de três meses com financiamento do MCIC

Porto Novo, 03 Fev (Inforpress) – O município Porto Novo, Santo Antão, vai ter, dentro de três meses, um centro de arte e ofícios, cujas obras, que ultrapassam os dois mil contos, foram lançadas, este domingo, pelo ministro da Cultura e Indústrias Criativas.

O projecto, segundo o edil do Porto Novo, Aníbal Fonseca, consiste na conclusão das obras e equipamento do centro de arte e ofícios, que vai ser um espaço de experimentação, produção e de divulgação do artesanato, dedicado aos artesãos portonovenses.

“Com esta nova infra-estrutura estamos a criar melhores condições de trabalho e novas oportunidades aos nossos artesãos”, referiu o autarca, prometendo, dentro de três a quatro meses, a concretização deste que vai ser “mais um espaço de cultura” no município do Porto Novo.

Conforme o ministro da Cultura e Industrias Criativas, Abraão Vicente, o lançamento das obras da primeira fase do centro de artes ofícios do Porto Novo acontece “num momento importante” do artesanato em Cabo Verde, em que está “em marcha o processo de certificação do artesanato nacional”.

Abraão Vicente esteve, este sábado, em Santo Antão, onde lançou, no quadro do programa “Um auditório, um município”, dois projectos para a dinamização da cultura nesta ilha, que ultrapassam os oito mil contos.
Além do centro de arte e oficio no Porto Novo, o ministro procedeu ainda ao lançamento das obras de requalificação do cineteatro do Paul, projecto estimado em seis mil contos.

Abraão Vicente vai estar, segunda-feira, em São Vicente, onde presidirá, igualmente, à cerimónia do arranque das obras de ampliação e reabilitação do centro nacional de arte, artesanato e design (CNAD).

JM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos