Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Autoridades locais e munícipes respiram de alívio com decisão do Governo em relançar a indústria cimenteira

Porto Novo, 19 Mar (Inforpress) – A decisão do Governo em relançar as pozolanas no município do Porto Novo deixa aliviados as autoridades municipais e os porto-novenses, em geral, que, nos últimos anos, se têm manifestado preocupados com a situação de abandono desta indústria cimenteira.

O primeiro-ministro, de visita, esta semana, a Porto Novo, anunciou que as pozolanas neste município vão ser relançadas, estando o Governo a seleccionar, nesta altura, “um investidor de referência” no sector de produção de cimento para investir nesta indústria, que está paralisada desde 2013.

O anúncio foi recebido com satisfação por parte do presidente da câmara do Porto Novo, Aníbal Fonseca, para quem se trata de “boas notícias” para o seu município, que deseja o aproveitamento deste recurso estratégico para o seu desenvolvimento económico.

Os porto-novenses têm insistido na reabertura da fábrica de produção do cimento pozolânico, razão pela qual congratulam-se com a decisão do executivo governamental em dinamizar esta indústria. 

“Esperemos que o Governo encontre o tal parceiro estratégico para relançar esta indústria importante para a economia do concelho do Porto Novo”, disse José da Luz, um dos vários munícipes “inconformados” com o “abandono” na fábrica, encerrada há quase três anos.   

As reservas de pozolana estão estimadas em 10 milhões de toneladas, concentradas, sobretudo, nas proximidades da cidade do Porto Novo (Brejo, Fundão, Ribeira Fria e Gamboesa).

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos