Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Autarquia socializa projectos em carteira nos domínios de água e saneamento

Porto Novo, 21 Jul (Inforpress) – Os projectos em carteira para o município do Porto Novo, Santo Antão, a nível de água e saneamento, a rondar os 900 mil contos, foram socializados esta terça-feira entre os técnicos municipais que trabalham em ambos os domínios.

O município, informou a edilidade, receberá “investimentos a nível da rede de distribuição de água, ampliação da rede de esgotos, uma estação de tratamento de águas residuais, duas estações de bombagem e construção de casas de banho no interior”, projectos que devem arrancar já a partir deste ano.

Ainda em matéria de abastecimento de água, prevê-se a construção e manutenção de reservatórios, manutenção e ampliação de redes de distribuição e substituição de contadores.

Em nota, a Câmara Municipal do Porto Novo explicitou que estes projectos inserem-se no programa de água e saneamento da ilha Santo Antão”, a cargo do Governo, que engloba os três municípios da ilha, visando “atender aos problemas urgentes” que se colocam à ilha, nestes sectores.

Este programa está estimado em 1,2 milhões de contos, devendo ser implementado em três anos.

A médio e longo prazo, Santo Antão precisará de oito milhões de contos para “debelar” todos os problemas que enfrenta nos domínios de água e saneamento, segundo um diagnóstico feito pelos municípios desta ilha.

O levantamento, datado de 2020, refere que os três municípios padecem ainda de “vários constrangimentos” nos sectores de água e saneamento, sendo o concelho do Porto Novo aquele que enfrenta, nesta altura, “problemas mais urgentes” nesse aspecto.

Para atender aos “problemas mais prementes”, foi definido este programa de emergência, co-financiado pelo Banco Árabe para o Desenvolvimento em África (Badea) e pelo Governo de Cabo Verde.

Na sua primeira visita a Santo Antão, em Junho, o secretário de Estado para a Economia Agrária, Miguel da Moura, explicou que caberá à futura empresa Águas de Santo Antão mobilizar os financiamentos para resolver os problemas de água e saneamento por que passa esta ilha.

A empresa intermunicipal de água e saneamento, cujo processo de criação se insere no âmbito da empresarialização dos sectores de água e saneamento em Santo Antão, deverá ficar criada ainda este ano.

O governante afiançou, na altura, que a empresarialização dos sectores da água e saneamento em Santo Antão está “na recta final” e passará pela operacionalização, “dentro de pouco tempo”, da empresa Águas de Santo Antão.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos