Porto Novo: Autarquia considera “fundamental” continuar a investir na protecção das crianças no município

Porto Novo, 21 Nov (Inforpress) – A edilidade porto-novense considerou hoje “fundamental” continuar a investir na protecção das crianças no concelho do Porto Novo, em Santo Antão, reconhecendo que ainda há “grandes desafios” relacionados com as responsabilidades das famílias.

“No município do Porto Novo temos feito todos os esforços para dar o nosso melhor para as crianças. Temos 22 jardins de infância, onde frequentam 493 crianças entre os três e cinco anos”, avançou a autarquia, através de uma nota emitida a propósito das comemorações, domingo, do trigésimo terceiro aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança.

A Câmara Municipal do Porto Novo demonstrou a sua “preocupação com os casos de abusos contra menores que se têm verificado no País” e apelou “à colaboração de todos no sentido de garantir a protecção das crianças”, assegurando que tem “direccionado políticas de apoio a famílias com um número considerável de crianças”.

O executivo camarário promete “continuar a disponibilizar recursos para minimizar os impactos que são derivados dos fenómenos que afectam as crianças”.

Para 2023, a Câmara Municipal do Porto Novo prevê investir cerca de três mil contos na “promoção da infância feliz” neste concelho, no âmbito do seu programa de protecção social, que inclui ainda a assistência social às famílias vulneráveis e apoio às confissões religiosas.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos