Porto Novo: Associação regozija-se com programa de apoio a criadores no transporte de água

Porto Novo, 07 Ago (Inforpress) – Os criadores no Porto Novo, Santo Antão, estão “satisfeitos” com o arranque do programa de apoio à classe no transporte de água para o gado, co-financiado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

A Associação de Criadores de Gado do Porto Novo regozijou-se hoje com o arranque deste programa, que consiste no transporte de água a um custo reduzido para o gado tanto nas zonas altas (zonas Sul e Norte) como também na parte baixa do município (zona periférica da cidade).

Romeu Rodrigues, representante da associação de criadores, vinha alertando para a “situação crítica” em termos de água para o gado que se vive no Porto Novo, devido ao “custo elevado” do transporte, que tem sido, nos últimos tempos, assegurado por privados.

Graças ao programa, com duração de três meses, os criadores de gado no município do Porto Novo estão a ser socorridos com o transporte de água a um preço baixo, graças ao apoio financeiro da FAO.

No âmbito do programa, assegurado ainda pelo Ministério da Agricultura e Ambiente e pela Câmara Municipal do Porto Novo, os criadores estão a ser socorridos pelos auto-tanques da edilidade porto-novense.

O MAA reconhece que o abeberamento do gado tem sido “um grande desafio” para o sector pecuário no concelho do Porto Novo, com o maior efectivo pecuário a nível de Cabo Verde, estimado em 27 mil cabeças de gado.

JM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos