Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Associação de criadores de gado antevê “ano difícil” em termos de produção de queijo

Porto Novo, 13 Out (Inforpress) – A Associação dos Criadores de Gado do Porto Novo, Santo Antão, antevêem “um ano difícil” a nível da produção de queijo, por causa da seca que volta a ameaçar a actividade pecuária neste concelho.

O representante da Associação dos Criadores de Gado, Romeu Rodrigues, admitiu que “este ano, a produção do queijo vai ser fraca”, tendo em conta a situação de seca por que passa o município do Porto Novo, com impacto negativo no sector pecuário.

“Ao que parece este vai ser mais um ano difícil para os criadores de gado, já que, por causa da seca, a produção do queijo vai ser fraca. Aliás, já está a ser fraca”, notou este responsável.

Tanto na zona baixa do concelho como nas zonas altas, sobretudo no Planalto Norte, os criadores de gado antevêem “tempos difíceis” devido à seca que está a ameaçar esta actividade, da qual depende o sustento de “centenas de famílias”.

Dados oficiais apontam para a existência de um efectivo pecuário à volta de 25 mil cabeças de gado no concelho do Porto Novo, distribuído por 500 criadores de gado.     

Os criadores de gado neste município entendem que “já é hora de o Governo olhar” para a classe, tendo em conta a situação de seca que se vive, nesta altura, e ao aumento do preço do milho que tem sido utilizado como ração.

As dificuldades a nível do abastecimento de água têm sido uma outra inquietação dos criadores de gado, que já pediram ao Governo o reforço deste concelho com mais uma viatura autotanque para o transporte de água.

JM/HF

Inforpress/Fim  

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos