Porto Novo: Associação das mulheres de Lagoa da Ribeira das Patas preocupada com desemprego nesta localidade

Porto Novo, 03 Nov (Inforpress) – A Associação das Mulheres de Lagoa da Ribeira das Patas (Amular), Porto Novo, em Santo Antão, manifestou hoje a sua preocupação em relação ao desemprego generalizado nesta comunidade, situação que afecta sobretudo mulheres chefes-de-família.

Lagoa da Ribeira das Patas é uma das comunidades do interior do Porto Novo mais afectadas pelo mau ano agrícola e a abertura de uma frente de trabalho nesta localidade ajudaria a atenuar a “situação difícil” por que passa a população local, informou o presidente da Amular, Milu Pires.

Segundo a responsável, toda a população está desempregada nesta altura, razão pela qual “deixa muita falta uma frente de trabalho” nesta zona, cuja situação social de muitas famílias começa a preocupar, avançou.

Lagoa da Ribeira das Patas é uma das zonas que, a nível social, mais tem suscitado a preocupação das autoridades municipais, que têm estado a defender a necessidade de contemplar 50 famílias locais com um projecto ligado à agricultura (execução de um furo para produção de água para rega).

No quadro do projecto de reordenamento da bacia hidrográfica da Ribeira das Patas, que deverá arrancar em 2022, o Ministério da Agricultura e Ambiente garantiu que Lagoa será uma das zonas a ser priorizada, com a prospecção de água e reconversão dos terrenos de sequeiro em regadio.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos