Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo associa-se à aliança nacional da gestão ética da população canina e felina

Porto Novo, 12 Jun (Inforpress) – O município do Porto Novo já formalizou a sua adesão à aliança nacional da gestão ética da população canina e felina, que visa diminuir, de forma humana, o número desses animais nas ruas, promovendo o seu bem-estar.

Com isso, esta autarquia demonstra a sua “disponibilidade e abertura para articular com parceiros com vista à adopção de políticas eficazes para resolver o problema de cães em espaços públicos e os ataques contra o gado”, neste concelho.

O município do Porto Novo garante, através de uma nota, que “está e sempre estará aberto e disponível para colaborar com as organizações que lutam contra quaisquer maltrato com os animais”.

O vereador do saneamento, Valter Silva, assegura que a câmara municipal está trabalhando com os parceiros para que, nos próximos tempos, tenha uma boa gestão da população canina no município, considerando “fundamental” o envolvimento dos donos no processo de inscrição e declaração dos seus animais, bem como na castração, prevista para Novembro.

O Movimento Civil para as Comunidades Responsáveis lançou um apelo às câmaras municipais do arquipélago para o exercício da gestão ética da população canina e felina em Cabo Verde, defendendo “políticas eficazes que resolvam, duma vez por todas, o problema de cães em espaços públicos e os ataques contra o gado”.

Um grupo de técnicos holandeses ligados ao projecto “Um cão, um amigo”, que, desde 2019, está a ser implementado no Paul e Ribeira Grande de Santo Antão, esteve, ultimamente, no Porto Novo na montagem de um plano de prevenção de ataques dos cães vadios ao gado, especialmente cabras e porcos.

A coordenadora do projecto, Iris van Maarschalkerwaart,explica quea ideia é montar um plano que traga “medidas práticas” visando a prevenção de conflitos entre os cães e o gado, além do manejo sustentável, eficaz e humano da população canina e educação sobre a propriedade responsável de cães.

JM/CP

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos