Porto  Novo: Artistas exortam poder local a criar um fundo de emergência de apoio à cultura 

Porto Novo, 14 Jan  (Inforpress) – Os artistas porto-novenses exortaram hoje a câmara do Porto Novo, Santo Antão,  a criar um fundo de emergência de apoio aos agentes culturais locais, que atravessam “uma situação muito difícil”.

Os agentes culturais ligados à música, teatro e a outras áreas culturais concentraram-se, esta quinta-feira, frente à câmara municipal para alertar para “o esquecimento” dos artistas a nível local, pedindo a criação de um fundo de emergência para socorrer à classe que “vice momentos difíceis” por causa da covid-19.

O músico Luís Rodrigues disse que ainda não se viu “qualquer iniciativa” da parte do “poder local” direccionada para os fazedores da cultural no município do Porto Novo, que se encontram “abandonados à sua própria sorte”.

“Propomos a criação de um fundo de emergência de apoio aos artistas, que atravessam uma situação muito difícil”, sublinhou o músico, que sugere ao Governo a criação de uma linha de crédito virada para a cultura, como forma de possibilitar aos agentes culturais retomarem os seus projectos.

O actor e realizador Jorge Martins disse, por sua vez, que “a cultura tem sido muito penalizado” neste período de pandemia,  com “os artistas simplesmente abandonados”.

A forma como o sector tem sido tratado tem sido “uma tremenda injustiça” para os agentes culturais, que têm contribuído para o desenvolvimento de Cabo Verde, avançou Jorge Martins, lamentando, também, que a nível local não tenha havido “qualquer acção” de apoio à cultura.

Os artistas marcharam pela principal artéria da cidade do Porto Novo para “chamar atenção de quem de direito para olhar para os artistas” neste município.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos