Porto Novo: Arranque das obras nas estradas danificadas nas cheias de 2016 com atraso de dois meses

 

Porto Novo, 04 Jun (Inforpress) – As obras de recuperação das estradas nacionais danificadas pelas cheias de 2016, no Porto Novo, Santo Antão, estão ainda por arrancar, registando-se já um atraso de dois meses em relação a data, inicialmente, indicada para arranque das obras.

O embaixador da União Europeia em Cabo Verde, José Manuel Pinto Monteiro, esteve, nos últimos dias, no quadro de uma visita de quatro dias a Santo Antão, a inteirar-se das obras de recuperação das estradas em Ribeira Grande que, a seu ver, “estão a avançar”.

Contudo, com relação a Porto Novo, as obras, que deveriam arrancar em Abril, ainda não avançaram, conforme constatou José Manuel Pinto Teixeira, que confirmou esse atraso de dois meses no inicio dos projectos.

A própria população no município do Porto Novo, sobretudo os condutores, têm estado a queixar-se da demora no arranque das obras das quatro estradas nacionais contempladas no quadro do programa de recuperação de Santo Antão, financiado pela União Europeia, em 750 mil contos.

Trata-se das vias cidade do Porto Novo/Ponte Sul, Ponte Sul/Ribeira da Cruz, Selada/Alto Mira e Ponte Sul/Tarrafal de Monte Trigo, estradas que têm de ser recuperadas até Setembro.

A recuperação das estradas na ilha de Santo Antão foi adjudicada à empresa Spencer Construções, que tinha prometido iniciar as obras ainda no decorrer do mês de Maio.

Segundo o edil do Porto Novo, Aníbal Fonseca, as condições estão a ser criadas para que as obras tenham início, “em breve”.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos