Porto Novo/Ano agrícola: Há boa produção de pasto mas a nível de sequeiro não haverá bons resultados – ministro

Porto Novo, 05 Out (Inforpress) – O ministro da Agricultura e Ambiente constatou hoje, no Porto Novo, em Santo Antão, que “há boa produção de pasto” neste concelho, mas admitiu que a nível da agricultura de sequeiro “não haverá bons resultados”.

Falando à imprensa no final de uma visita ao interior do município do Porto Novo, Gilberto Silva mostrou-se satisfeito com a boa produção forrageira nas zonas de pastagem, mas pouco optimista com relação à produção agrícola a nível de sequeiro, sobretudo nas “zonas que não têm tanta vocação”.

“Temos uma boa produção de pasto. Em termos de agricultura de sequeiro, não haverá bons resultados nas zonas que não têm tanta vocação”, sublinhou o ministro, realçando ainda o facto de se verificar “bastante recarga dos lençóis freáticos”, além do “bom funcionamento” dos furos.

Graças à recarga dos lençóis freáticos e ao aumento do caudal dos furos, Gilberto Silva disse acreditar que existe “possibilidade de captação de água para a irrigação ao longo de todo o ano”.

O governante aproveitou a sua estada no Porto Novo para se inteirar dos projectos a cargo do Ministério da Agricultura e Ambiente no concelho, que, apesar da covid-19, “andam bem”.

É o caso dos projectos de bombagem de água para o abastecimento à população do Planalto Norte e do confinamento do gado.

Mais de seis mil contos estão a ser investidos em toda a ilha de Santo Antão no quadro do projecto de confinamento animal, financiado por este ministério, através do programa de promoção das actividades socio-económicas rurais (Poser).

O projecto de confinamento animal, que se insere nas medidas de mitigação do mau ano agrícola em Cabo Verde, abarca os criadores de gado do Planalto Leste, Aguada do Paul, Ribeira Larga, Morro Braz e do Planalto Norte, com a construção de 20 currais.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos