Porto Novo/Ano Agrícola: Falta de mão-de-obra condiciona faina agrícola no Planalto Norte

Porto Novo, 24 Set  (Inforpress) – A falta de mão-de-obra está a condicionar a faina agrícola no Planalto Norte do Porto Novo, em Santo Antão, cujos camponeses foram  obrigados a recorrer a trabalhadores de outras localidades para as sementeiras.

Segundo os agricultores, muitos jovens saíram nos últimos anos do Planalto Norte em direcção a outras paragens à procura de melhores condições de vida, facto que deixou esse planalto sem a força do trabalho.

A título de exemplo, em Pascoal Alves, zona que mais perdeu a sua população ao longo dos anos, um agricultor, para efetuar as sementeiras, teve que recorrer a trabalhadores na zona distante de Chã de Norte.

Manuel Gomes, um dos agricultores no Planalto Norte, explicou que “efectivamente a falta de mão-de-obra tem dificultado muito” a actividade agrícola local, avançando que, perante essa realidade, “cada um faz o que pode”.

Depois de três anos de seca rigorosa, Planalto Norte foi, agora em Setembro, bafejado com “muita chuva”, garantindo, desde já, a produção de pasto.

JM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos