Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo/Ano Agrícola: Criadores de gado pedem ajuda do Governo na aquisição de ração para animais

Porto Novo, 04 Out (Inforpress) – Os criadores de gado no concelho do Porto Novo estão a deparar-se, neste momento, com “muitas dificuldades” para adquirir ração para o efectivo pecuário, informou hoje a associação de classe, alertando para o preço elevado de milho e sêmea.

O representante da Associação dos Criadores de Gado do Porto Novo, Romeu Rodrigues, explicou que um saco de milho está a ser vendido a dois mil escudos/saco, enquanto a sêmea está a ser comercializada por privados a 1.300 escudos, preços “insuportáveis” para os criadores, avançou.

Este responsável disse que os criadores estão “já conformados com o mau ano agrícola” no concelho do Porto Novo, antevendo “forte queda” na produção do queijo, já que “muitos” vão começar a desfazer dos seus animais, caso não venham a ser sacudidos pelo Governo.

“Por causa da seca, a produção do queijo, que garante o sustento de centenas de famílias, vai ser fraca. Muitos criadores já pensam em vender os seus animais, porque estão a ter dificuldades na compra do milho e sêmea para ração, por causa do preço elevado”, sublinhou o representante dos criadores de gado.   

Durante uma visita, sexta-feira, ao Planalto Norte, o secretário de Estado da Economia Agrária, Miguel da Moura, foi confrontado pelos criadores de gado, que entendem que “já é hora de o Governo olhar” para o município do Porto Novo, onde ainda, praticamente, não choveu.

O criador de gado Betson Jorge entende que o Governo devia já adoptar um plano de salvamento do gado no Planalto Norte, onde, além de dificuldades na aquisição da ração, há ainda a crise de água para os animais.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos