Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo/Alto Mira: Agricultores ainda sem reacção do MAA a propósito da prospecção de água

Porto Novo, 12 Jul (Inforpress) – Os agricultores em Alto Mira, no Porto Novo, continuam ainda sem qualquer reacção do Ministério da Agricultura e Ambiente a propósito do pedido de prospecção de água nessa zona, para suprir a falta deste precioso líquido para agricultura.

Setenta agricultores locais subscreveram um abaixo-assinado, entregue, há cerca de um ano, ao Ministério da Agricultora e Ambiente (MAA), através do qual pedem a realização de um programa de prospecção de água subterrânea em Alto Mira, que tem estado a enfrentar a escassez de água para rega.

O presidente da Associação dos Agricultores em Alto Mira, Aderlino Fortes, recordou que, um ano após a entrega do abaixo-assinado ao gabinete do ministro da Agricultura e Ambiente, os lavradores continuam à espera de uma resposta deste ministério.

No documento, os agricultores propõem a execução de um furo nessa zona para suprir a falta de água para a irrigação, que se acentua em anos de seca, deixando em “aflição” a classe. 

Este responsável garante que os agricultores vão continuar a insistir com o Governo sobre a necessidade de prospecção de água subterrânea em Alto Mira, cujas nascentes têm vindo a diminuir o caudal, para a preocupação das famílias que vivem da agricultura.

O delegado deste ministério no Porto Novo, Joel Barros, prometeu envidar esforços junto do gabinete do ministro para que os agricultores tenham uma resposta sobre o seu pedido.            

Porém, para uma melhor gestão dos “parcos recursos hídricos” existentes em Alto Mira, “dezenas” de agricultores já foram beneficiadas com instalação do sistema de rega gota-a-gota, segundo a mesma fonte.

Lavradores de diferentes zonas do concelho do Porto Novo têm estado, também, a defender a necessidade de um novo programa de perfuração neste município, que dispõe de 19 furos, os quais produzem, diariamente, 2.435 metros cúbicos de água.

JM/ZS   

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos