Porto Novo/Agricultura: Produtos são de qualidade mas há ainda o desafio da organização – especialista

Porto Novo, 13 Jun (Inforpress) – Os agricultores no concelho do Porto Novo, em Santo Antão, “de uma forma geral” produzem com qualidade, mas precisam resolver o desafio da organização e da promoção para poder conquistar o mercado.

Quem o diz é o consultor do Centro de Estudos Rurais e Agricultura Internacional de Espanha, Guilherme Gonçalves, que falava hoje, na cidade do Porto Novo, durante uma mesa redonda sobre experiências de produção Local, comercialização e acesso ao mercado.

“Porto Novo, de uma forma geral, produz bem. Temos o tomate em Alto Mira, a batata comum em Martiene, o inhame no Tarrafal de Monte Trigo, a salsa em Jorge Luís, mas há ainda um grande desafio que é pensar na melhor forma de organização e comercialização”, explicou este especialista.

Os produtores devem-se organizar para promover os seus produtos e assim poder explorar novos mercados, avançou este técnico, que disse acreditar que a rede de entrepostos agrícolas que está a ser criada em Santo Antão vai facilitar a organização dos agricultores, permitindo melhor produção e acesso ao mercado.

O aspecto organização foi a principal questão debatida neste encontro, que debateu a produção local, a comercialização e acesso ao mercado na agricultura familiar em Santo Antão, no âmbito do projeto produção sustentável e acesso ao mercado, financiado pela Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento.

A mesa redonda sobre as experiências de produção Local, comercialização e acesso ao mercado foi uma iniciativa da Associação dos Amigos da Natureza e do Centro de Estudos Rurais e Agricultura Internacional.

JM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos