Porto Novo/Agricultura: Investimentos nas energias renováveis permitem reduzir custo de água a 70% – delegado

Porto Novo, 02 Dez (Inforpress) – Dezanove furos no município do Porto Novo estão já equipados com sistemas fotovoltaicos, num investimento que tem permitido reduzir o custo de água para agricultura a 70 por cento (%), segundo o Ministério da Agricultura e Ambiente.

O delegado do ministério no Porto Novo, Joel Barros, explicou que estes projectos já permitem produzir 315 KWp de energia eléctrica, utilizada na produção de água para irrigação em quase todas os vales agrícolas, uma aposta deste ministério e dos seus parceiros, que está a ter “grande impacto” no sector agrícola local, adianta.

Em matéria de energia renovável para a produção de água para agricultura, Porto Novo é “um exemplo” a nível em Cabo Verde, segundo Joel Barros, que salienta o facto de este município contar com mais um furo equipado com sistema fotovoltaico, situado em Casa de Meio, perfazendo um total de 19 furos já equipados com energias renováveis, no concelho.

Porto Novo tem sido destacado pelo Governo como sendo “um caso de sucesso”  em relação à aposta nas energias renováveis associadas à produção de água para agricultura e consumo público, mas também a nível de electrificação das comunidades rurais, existindo já no concelho perto de uma dezena de povoados electrificadas a partir de energia solar.

A aldeia piscatória do Monte Trigo é o caso mais emblemático, afigurando-se como a primeira localidade em Cabo Verde electrificada 100% com energia solar.

JM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos