Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Agricultores queixam-se do “mau estado” de estradas que dificultam escoamento dos produtos

Porto Novo, 20 Nov (Inforpress) – Os agricultores em algumas zonas no interior do município do Porto Novo, Santo Antão, queixam-se, actualmente, do “mau estado” das estradas, dificultando o escoamento dos produtos, que chegam ao mercado já danificados e sem valor competitivo.

É o caso do vale agrícola de Manuel Lopes, onde os agricultores têm dificuldades em transportar os excedentes agrícolas para o mercado, na cidade do Porto Novo, por causa do “mau estado” da estrada, segundo o porta-voz Aquiles Barbosa.

Este agricultor lembra que os lavradores locais têm estado a pedir a requalificação da via de acesso a Manuel Lopes, zona de “grande potencial” agrícola.

Também, em Chã de Norte e Aldeia do Norte, os agricultores voltam a pedir obras de requalificação da estrada de acesso à Ribeira da Cruz, que está em “más condições”, a condicionar o transporte dos produtos agrícolas.

O porta-voz Ivanildo Dias explicou que o “mau estado” desta estrada tem custos para os agricultores que não conseguem vender os seus produtos a um preço desejado, já que chegam ao mercado já danificados.

Igualmente, os lavradores em Ribeira dos Bodes e Ribeira Fria, têm vindo a reclamar das “más condições” das respectivas vias de acesso, situação que, alertam, condicionam o transporte dos excedentes.

Jailson Lopes, líder dos agricultores na Ribeira dos Bodes, considera que, pelo potencial das suas zonas, já merecem “uma estrada condigna”.

A construção das estradas para Ribeira Fria, Ribeira dos Bodes e para Chã de Norte estão inscritas no plano de desenvolvimento sustentável do município do Porto Novo para o período 2020-2030.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos