Porto Novo: Agricultores em Ribeira Carpinteiro esperam desde 2012 pela recuperação dessa zona devastada com extracção de inertes

Porto Novo, 05 Nov (Inforpress) – Os agricultores em Ribeira de Carpinteiro, em Ribeira das Patas, Porto Novo, esperam, há seis anos, pelas obras de recuperação dessa zona, que ficou devastada, entre 2010 e 2012, com a extracção descontrolada de inertes.

Durante esse período, uma grande quantidade de pedras, utilizadas nas obras de ampliação do porto do Porto Novo, foi retirada em Ribeira de Carpinteiro, deixando desprotegidas as nascentes e os terrenos agrícolas que, nas cheias de 2015 e 2016, acabaram por sofrer danos avultados.

Essa situação, segundo os agricultores, levou ao declínio da actividade agrícola nessa zona.

João Lima, representante dos agricultores, disse à Inforpress que uma das três nascentes existentes nessa zona foi recuperada, mas os lavradores continuam a aguardar pelas obras de correcção torrencial, mas também da recuperação das outras nascentes e dos terrenos, prometidos pelo Governo, desde 2012.

A Associação para o Desenvolvimento Integrado da Ribeira das Patas (ADIRP) tem estado, também, a alertar para o “problema ambiental gravíssimo” que afecta a Ribeira de Carpinteiro, onde a agricultura quase desapareceu nesses anos, avançou.

O Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA)  perspectiva a recuperação da Ribeira de Carpinteiro no quadro do projecto de reordenamento da bacia hidrográfica das Ribeira das Patas, com início a partir de 2019.

Ribeira das Patas é uma das três bacias hidrográficas na ilha de Santo Antão que começam, a partir do próximo ano, a ser reordenadas, cujos projectos vão privilegiar, entre obras intervenções, a conservação dos solos e a mobilização de água.

JM/ZS

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos