Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Agricultores em plena sementeira de batata comum esperançados numa boa produção apesar da seca

Porto Novo, 16 Dez (Inforpress) – Os agricultares dos diferentes vales agrícolas no Porto Novo, Santo Antão, encontram-se, nesta altura, em plena sementeira de batata comum, esperançados numa “boa safra” este ano, neste concelho, apesar da ocorrência de mais um ano de seca.

Em quase todos as zonas agrícolas existentes no Porto Novo, a actividade agrícola é suportada pela água produzido a partir de furos, sistemas que, entretanto, não têm sido afectados pelos consecutivos anos de seca, que têm assolado o município do Porto Novo.

Em Casa de Meio, o produtor José Lima confirmou o facto de os agricultores estarem todos envolvidos, nesta altura, na sementeira da batata comum, havendo, por isso, “boas perspectivas” para que, este ano, haja uma “boa produção”, apesar das pragas.

Em Setembro, os 22 agricultores da Casa de Meio receberam, de forma definitiva, do Estado as parcelas que cultivam desde 1995, facto que tem permitido a esses lavradores investirem na sua actividade.

“Os terrenos já são nossos e, a partir de agora, vamos poder investir com segurança nas nossas parcelas”, avançou este representante dos agricultores.

Em Martiene, a zona onde mais se produz a batata comum em toda a ilha Santo Antão, com uma produção anual de mais de um milhar de toneladas, os produtores acreditam que as condições
estão, praticamente, reunidas para “uma boa colheita” este ano.

Em Chã de Norte, a avaria que, nos últimos quatro meses, afectou o sistema de bombagem do furo local está reparada e os agricultores estão ainda a tempo de efectuar as sementeiras de batata comum.

Em Morro Cavalo, no vale da Ribeira da Cruz, os 40 agricultores, apesar do considerarem “elevado” o custo de água, estão, também, “esperançados” numa boa produção de batata comum, este ano.

Apesar da seca, Porto Novo, graças aos investimentos realizados, nos último ano, na mobilização de água sub-terrânea, assume-se, actualmente, como “grande produtor” de batata comum, cenoura, inhame, tomate, de entre outros produtos..

A falta de mercado tem sido o “principal constrangimento”, segundo os produtores, que têm estado a pedir o levantamento do embargo imposto, há mais de 30 anos, aos produtos agrícolas de Santo Antão, por causa da praga dos mil-pés.

JM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos