Porto Novo: Agricultores em Alto Mira defendem prospecção de água subterrânea para “salvar” agricultura local

Porto Novo, 27 Jun (Inforpress) – Os agricultores em Alto Mira, no Porto Novo, Santo Antão, estão “preocupados” com a escassez de água para rega nesse vale, por causa da seca, e defendem a prospecção de água subterrânea para “salvar” a agricultura nesse vale.

O alerta é da Associação dos Agricultores em Alto Mira, que, segundo o seu representante Armindo Duarte, esteve reunida, recentemente, para analisar a situação da agricultura nessa localidade, marcada pela “redução drástica” do caudal das nascentes, situação que está a pôr em risco a actividade agrícola local.

Para suprir a escassez de água para a irrigação, sobretudo nas zonas do terceiro povoado e de Faial, os agricultores em Alto Mira preparam, neste momento, uma exposição ao ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, a pedir a execução de um furo, nessa zona.

Armindo Duarte explicou que os agricultores estão “muito preocupados” com a situação da agricultura em Alto Mira, sobretudo em Faial, onde a agricultura de regadio enfrenta “dias difíceis”.

“A zona de Faial já está praticamente seca”, alertou este agricultor.

Porém, para uma melhor gestão dos recursos hídricos em Alto Mira, o Ministério da Agricultura e Ambiente tem vindo a instalar nessa localidade o sistema de rega gota-a-gota, beneficiando “dezenas” de agricultores, segundo a associação de classe.

A preocupação dos agricultores em Alto Mira surge numa altura em que lavradores de diferentes zonas do concelho do Porto Novo têm estado a defender a necessidade de um novo programa de perfuração neste município, que está a enfrentar uma situação de emergência hídrica, provocada pela seca severa dos últimos anos.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos