Porto Novo: Agricultores de Morro Cavalo queixam-se da falta de água ao Presidente da República

Porto Novo, 10 Jun (Inforpress) – Os agricultores do perímetro agrícola de Morro Cavalo, Ribeira da Cruz, no município do Porto Novo, queixaram-se hoje da escassez da água para agricultura, problema que condiciona a actividade agrícola neste perímetro.

O presidente da Associação dos Agricultores de Morro de Cavalo, José da Luz Lima, que falava num encontro entre o presidente da República e os agricultores, avançou que os 46 agricultores locais têm à sua disposição apenas 80 metros cúbicos de água por dia, volume que, disse, se revela aquém das necessidades dos lavradores.

José Lima pediu ao Presidente da República para interceder junto do Governo no sentido de mandar executar em Morro de Cavalo um furo para atender à demanda dos agricultores que almeja alargar a área agrícola nesta zona.

José Maria Neves prometeu levar a preocupação dos agricultores de Morro de Cavalo ao Executivo e defendeu a necessidade de se levar adiante em Santo Antão um programa de construção de barragens subterrâneas para a retenção de água das chuvas que vão para o mar.

O chefe de Estado foi ainda confrontado com o problema de mercado para os produtos agrícolas de Santo Antão devido ao embargo imposto desde 1984, um problema que, a seu ver, deve continuar a merecer atenção do Governo.

“É mais do que urgente encontrar uma solução ao problema do embargo aos produtos agrícolas de Santo Antão”, disse José Maria Neves.

O Presidente da República iniciou hoje uma visita de cinco dias a Santo Antão, a segunda deslocação a esta ilha em dois meses, para contactos com as pessoas e com as autoridades locais “na procura de soluções aos desafios” com que a ilha se confronta.
JM/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos