Porto Novo: Agricultores acreditam no aumento da produção a partir de Janeiro com redução do custo de água

Porto Novo, 09 Nov (Inforpress) – Os agricultores no município do Porto Novo (Santo Antão) já perspectivam um aumento considerável da produção agrícola na ilha em 2019, sobretudo de batata comum, apesar do condicionamento do mercado local.

Conforme apurou a Inforpress, os agricultores estão a calcular esta aposta acreditando que o custo de água para agricultura vai reduzir de forma significativa, a partir de Janeiro, com a conclusão ainda no decurso do mês de Dezembro, dos trabalhos de equipamento de todos os furos de captação de água com sistemas de painéis fotovoltaicos.

Fonte do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) indicou que esperam concluir já em Dezembro, o equipamento de todos os furos existentes no Porto Novo com sistema fotovoltaicos , perspectivando-se, a partir de Janeiro, um aumento da área irrigada e o reforço da actividade agrícola, com aposta cada vez mais na produção de hortícolas.

Abordados pela Inforpress, nesse sentido, os lavradores avançaram que além do aumento da produção de batata comum, estão a pensar também no incremento de outras culturas, como cenoura, batata doce e tomate, esperando que o ano de 2019 fique, também, marcado pela resolução do problema de mercado.

É que, entre outros aspectos, os produtos agrícolas de Santo Antão estão, há mais de 30 anos, sob embargo, por causa da praga dos mil-pés, sendo permitido a exportação apenas para a ilha vizinha de São Vicente.

Entretanto, a parir de 2013, com a operacionalização do centro de expurgo do Porto Novo, o mercado foi alargado às ilhas turísticas do Sal e Boa Vista, mas o problema dos transportes marítimos tem sido um obstáculo aos produtores.

JM/FP

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos