Porto Novo: 50 famílias de Bolona, João Bento e Pascoal Alves sonham ainda com luz eléctrica

 

Porto Novo, 14 Out (Inforpress) – As populações de Bolona, João Bento e Pascoal Alves, no interior do município do Porto Novo, em Santo Antão, reclamam, actualmente, a electrificação dos respectivos povoados.

Perto de 50 famílias habitam essas três comunidades, que ainda sonham com energia eléctrica, num concelho onde, estima-se, 86,5 % dos agregados familiares já têm acesso a este bem essencial (electricidade).

Em Bolona, no Planalto Norte, os habitantes dizem estar abandonados pelos poderes públicos, já que, além de luz eléctrica, a comunidade, com 22 famílias, não tem ainda acesso à água potável, nem à cobertura de telefone.

O mesmo se verifica com Pascoal Alves, onde as 15 famílias, que enfrentam ainda o problema do isolamento (a zona é encravada), sonham com energia eléctrica, mas também com água potável e com comunicação telefónica.

Essas famílias, que enfrentam, ao longo do ano uma situação de penúria de água, percorrem, diariamente, vários quilómetros para se abastecer a partir de poço, situado junto ao mar, com água salobra (concentração de sais acima dos níveis permitidos).

Em João Bento, as nove famílias, já por algumas vezes, reclamaram a electrificação desse povoado.

Em relação a Pascoal e Bolona, ambos situados no Planalto Norte do Porto Novo, a edilidade portonovense, no quadro do projecto sobre luz eléctrica 24 horas/dia nesse planalto, admite a possibilidade de levar a energia às duas comunidades.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos