Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Portaria que define perfil e certifica o guia turístico entra em vigor em Julho – responsável (c/áudio)

Cidade da Praia, 27 Jun (Inforpress) – A portaria que vai definir o perfil do guia turístico em Cabo Verde e o certifica perante os turistas será publicada em Julho, avançou hoje o director-geral de Turismo e Transportes, Francisco Martins.

Este responsável fez este anúncio em declarações à imprensa, no final da cerimónia de entrega de certificado aos 17 guias turísticos que participaram na primeira edição do curso de Reciclagem dos Guias de Turismo, nível 2, da Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde.

Conforme informou, esta portaria, que está a ser analisada para ser aprovada pelo Conselho de Ministros, vai definir o quadro regulador de como é que os guias em Cabo Verde devem ser vistos e como devem-se preparar para desempenhar essa função.

“É uma portaria que define o perfil do guia em Cabo Verde, os requisitos básicos para que um profissional desempenha essas funções e também define a carteira profissional ou o crachá que vai passar a usar a nível nacional, certificando os operadores perante os turistas”, disse, assegurando que esta portaria entra em vigor no próximo mês.

O presidente da Associação dos Guias Turísticos de Santiago, Fredy Cardoso, vê com bons olhos essa portaria, pois, segundo disse, é uma luta de há mais de seis meses desses profissionais que querem ver a classe regulamentada e legislada.

“Veio mesmo a calhar e vem ao encontro dos nossos anseios que é ter a nossa classe oficializada e declarada no lote das classes profissionais reconhecida pelo Estado. Isto vem nos equipar e munirmos de instrumentos e de mecanismos que nos permitirão lutar para qualquer necessidade e eventualidade no futuro”, salientou.

Para este guia turístico, já é hora de mudar a mentalidade da sociedade de que um guia turístico é uma profissão “banal”.

Neste sentido, Fredy Cardoso afirmou que esses profissionais têm a missão e um compromisso “forte” de trabalhar para melhorar esta imagem e este “preconceito que já se instalou na sociedade”, pois, os guias turísticos, a seu ver, são o anfitrião e o embaixador do país junto dos turistas.

Participaram nesta formação 17 guias da Ilha de Santiago, que durante três meses, tiveram acção nos módulos de recursos turísticos culturais cabo-verdiana, desenho de itinerários e preparação de serviço de guia, técnicas de acompanhamento e assistência a turistas, ética e deontologia profissional/gestão de conflitos.

Numa segunda fase, segundo o director-geral Turismo e Transportes, vão capacitar mais 17 guias com vista a estarem melhor preparados para desempenhar as suas tarefas, garantindo que os turistas que chegam ao país sejam bem acompanhados e bem informados sobre a história de Cabo Verde.


AM/CP
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos