Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Pompeo a caminho da Arábia Saudita para coordenar a resposta aos ataques

Washington, 17 Set (Inforpress) – O chefe da diplomacia norte-americana, Mike Pompeo, parte hoje com destino à Arábia Saudita para “evocar” a “resposta” dos Estados Unidos aos ataques contra as instalações petrolíferas sauditas, anunciou o vice-presidente dos EUA, Mike Pence.

Membros da administração norte-americana acusaram o Irão de responsabilidade pelos ataques que atingiram a produção do primeiro exportador mundial de petróleo, mesmo que o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se tenha mostrado até ao momento menos categórico sobre a autoria do ataque, reivindicado pelos rebeldes Huthis do Iémen.

“Prometo-vos, estamos prontos”, disse Mike Pence ao discursar na fundação conservadora Heritage em Washington. “Estamos prontos a ripostar e estamos prontos a defender os nossos interesses e os nossos aliados na região”, acrescentou.

O Irão “parece estar por detrás destes ataques”, considerou, ao retomar a formulação prudente de Donald Trump. “Os nossos serviços de informações estão em vias de analisar as provas neste mesmo instante”, explicou Pence, ao precisar que o Presidente norte-americano tomará uma decisão “nos próximos dias”.

“Caso o Irão esteja envolvido neste ataque para fazer pressão sobre o Presidente Trump para que ceda, a sua estratégia está votada ao fracasso”, insistiu Pence.

“Os Estados Unidos da América farão tudo o que seja necessário para defender o nosso país, os nossos soldados e os nossos aliados no Golfo”, reafirmou.

A acção militar do fim de semana foi reivindicada pelos Huthis, apoiados pelo Irão e que controlam vastas zonas do norte e centro do Iémen, incluindo a capital Sanaa, mas a Arábia Saudita, que intervém militarmente no país vizinho desde 2015 em apoio ao governo instalado no sul, disse que as armas utilizadas eram iranianas.

No entanto, a Arábia Saudita não acusou directamente o Irão de desencadear o ataque, e tem demonstrado alguma prudência enquanto são aguardados os resultados de uma investigação que promovem.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos