Polícia Nacional terá câmaras na Baía das Gatas para “vigiar movimentações” no festival (c/áudio)

Mindelo, 09 Ago (Inforpress) – O comandante Regional da Polícia Nacional (PN), em São Vicente, disse hoje que a corporação terá câmaras de vigilância, pela primeira vez, na Baía das Gatas, e cerca de 150 efectivos para acompanhar o festival, que arranca na sexta-feira.

João Santos falava em conferência de imprensa, no Mindelo, sobre o plano operacional da Polícia Nacional ara a 38ª edição do Festival Internacional de Música da Baía das Gatas.

O comandante explicou que, para monitorar as câmaras, terá uma equipa de quatro elementos fixados na Baía das Gatas e outra também de quatro elementos para videovigilância no Centro de Comando da PN.
“Vamos ter na Baía das Gatas uma equipa específica para monitorar as câmaras da Baía. Teremos aqui também uma equipa que terá por missão monitorar as câmaras que estão conexas à Baía das Gatas, as que fazem o acompanhamento à saída, e mesmo algumas daquelas da Baía ”, explicou o comandante.
Para a mesma fonte, a ideia é que as câmaras “sejam monitorizadas todas ao operacional” e não aquilo que é o normal funcionamento das mesmas. Ou seja, clarificou, o que se quer é que elas funcionem em função daquilo que o operacional determinar.

“Temos um aglomerado que é preciso acompanhar de perto, continuadamente. Continuaremos lá e, se for preciso manter durante uma hora fixa, estaremos lá”, garantiu, prognosticando que o feriado na segunda-feira vai ser mais um prolongamento do festival, pelo que acredita que haverá uma adesão enorme do público à Baía das Gatas.

Por isso, João Santos afirmou que serão destacados entre 100 a 150 elementos da PN para o festival, realçando que “o número pode oscilar em função das necessidades” e “a Polícia de Trânsito estará em mobilidade contínua”, também em função dessas necessidades.

“Teremos equipas de trânsito na estrada toda, fixas e móveis, em motards e em viaturas, devidamente assinaladas para as acompanhar. Da mesma forma, estaremos equipadas com os nossos alcoolímetros para medir o teor de álcool no sangue, principalmente dos condutores, mas os peões na via pública sujeitam-se a serem apanhados com esta medida”, acrescentou, aconselhando os banhistas a evitar banhar-se sob efeito do álcool.

Adiantou que haverá um posto de serviço da PN na Baía das Gatas para receber as denúncias, toda a Brigada de Investigação Criminal estará no festival que terá ainda viaturas fixas e a patrulhar, pessoal apeado, junto à praia, ou à paisana, disfarçado no meio da multidão para actuar em caso de alguma ilicitude.

“Vamos trabalhar em conexão com a fiscalização da Câmara Municipal de São Vicente, com os bombeiros municipais, com a Cruz Vermelha, e com a Polícia Militar partilhando as missões onde seja necessário e possível”, afirmou.

Conforme o comandante da PN em São Vicente, o plano operacional engloba a cidade do Mindelo e a Baía das Gatas, pelo que Mindelo “não estará desguarnecida”, “as fronteiras marítimas e aéreas estarão cobertas com os seus efectivos e a guarda fiscal estará no seu território a trabalhar”.

Em jeito de remate, João Santos recomendou aos peões que transitem pela berma da estrada para ter garantias da segurança e ter sempre em frente a viatura.

Aos condutores aconselhou que façam o uso da estrada “de melhor forma”, que garantam que os passageiros estejam a viajar com a “segurança desejada”, a “nunca exceder o limite de passageiros por cada viatura”, a “evitar o excesso de velocidade e manobras perigosas, como ultrapassagens, inversão de marcha ou marcha atrás que poderão perturbar a circulação de veículos”.

CD/ JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos