Polícia Nacional apreende seis armas de fogo e detém cinco pessoas em operação especial na Cidade da Praia

Cidade da Praia, 12 Set (Inforpress) – A Polícia Nacional (PN) apreendeu hoje seis armas de fogo e 111 armas brancas e deteve cinco pessoas que vão ser apresentadas ao Ministério Público, no âmbito de uma operação especial de prevenção criminal, na Cidade da Praia.

A operação, que foi encabeçada pela Direcção Central de Investigação Criminal da PN (DCIC), abrangeu os bairros de Achadinha e Vila Nova e envolveu um contingente de cerca de 100 efectivos, conforme avançou um comunicado de imprensa.

O objectivo foi prevenir ou reduzir o risco de cometimento de crimes com a utilização de armas, mas também o controlo, a deteção, a localização e a apreensão de armas, principalmente as de fogo que estejam em situação de posse ilegal e que podem estar associadas a outros delitos, como sejam assaltos, agressões e brigas de grupos.

“Durante a operação foram realizadas buscas em dez casas, mediante competentes mandados emitidos por autoridade competente, tendo resultado na apreensão de seis armas de fogo, sendo cinco boca bedjo e uma pistola 6,35mm, quatro peças de ferro já moldadas para montagem/construção armas boca bedjo”, avançou a PN.

Ainda foram apreendidas cinco munições de calibre 6,35mm, um de 7,65mm, duas munições de 12mm, sendo uma das quais deflagrada, 111 armas brancas, sendo 11 facas, 94 X-act e 06 tacos de basebol.

Foram igualmente apreendidos dois pares de luvas de táticas, 102,7 gramas de cannabis (padjinha) e 3,3 gramas de pó, que, submetido a análise, reagiu negativo a estupefacientes.

De acordo com a polícia foram ainda confiscados seis gorros, uma máscara para esconder identidade, quatro bolsas de senhoras, uma bateria de viatura, um par de equipamento para 22, um tablet, um acumulador de carga para telemóveis, duas colunas de som e acessórios, um DVD e um computador portátil, bem como documentos entre passes, CNI e Bilhete de Identidade e cartão multibanco, que se presume serem resultados dos assaltos.

Na sequência da operação, de acordo com a mesma fonte, foram abordadas e revistadas mais de 60 pessoas, dez das quais conduzidas ao DCIC para efeito de identificações e averiguações, e cinco para serem presentes ao Ministério Público, com as acusações de crimes de posse ilegal de armas de fogo e de estupefacientes.

A PN avança ainda que foram fiscalizadas 27 viaturas, tendo sido aplicadas duas coimas por infrações de trânsito no montante 15.000$00.

A operação contou com o apoio dos diversos ramos da PN, entre os quais Comando Regional de Santiago Sul e Maio, Centro de Comando da Praia, Polícia Marítima, Guarda Fiscal e Corpo de Intervenção.

MJB/AA

Inforpress/Fim

 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos