Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Polícia Judiciária portuguesa anuncia detenção de suspeitos da morte de Luís Giovani 

Cidade da Praia, 17 Jan (Inforpress) – A Polícia Judiciária (PJ) de Portugal anunciou a detenção de várias pessoas, suspeitas de estarem envolvidas na morte de Luís Giovani, em Bragança, informou hoje a imprensa portuguesa.

“Na sequência desta acção operacional, envolvendo investigadores e peritos da Polícia Judiciária, foram detidos cinco homens, com idades entre os 22 e os 35 anos, tendo sido apreendidos elementos probatórios relevantes”, anunciou a PJ, em comunicado citado pelo Jornal  de Notícias.

Um outro jornal português, o Diário de Notícias, traz a informação de que a Polícia Judiciária terá confessado ter chegado atrasado no caso.

“Creio que nunca tivemos tantos mails deste tipo”, desabafou fonte da PJ, acrescentando que “estão a ser bombardeados. Mas chegámos dez dias atrasados ao caso”.

Estes “dez dias de atraso” significam que a Polícia Judiciária portuguesa terá iniciado do zero a investigação, ainda de acordo com a mesma fonte.

Conforme o diário português, a PSP, que teria a tutela do caso desde 21 de Dezembro, quando encontrou o jovem caído na rua, até à morte do mesmo – quando o facto de se suspeitar de morte violenta implicou a transferência para a PJ -, não terá feito qualquer averiguação ou sequer visitado o bar bragantino Lagoa Azul, onde, segundo amigos de Luís Giovani, se terão iniciado os acontecimentos que conduziram à agressão, e cujas imagens de video-vigilância, requisitadas pela PJ, terão permitido identificar algumas das pessoas envolvidas.

O corpo de Luís Giovani Rodrigues chegou na segunda-feira à ilha do Fogo e as cerimónias fúnebres estão agendadas para sábado,18.

Luís Giovani dos Santos Rodrigues, 21 anos, natural dos Mosteiros, ilha do Fogo, morreu no dia 31 de Dezembro de 2019 no Hospital de Santo António, no Porto, Portugal, depois de ter sido espancado, alegadamente por um grupo de indivíduos na cidade transmontana de Bragança, no passado dia 21 de Dezembro.

GSF/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos