PM reconhece necessidade de mais investimentos para melhorar o acesso à água e energia

Cidade da Praia, 09 Dez (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, mostrou-se hoje satisfeito com os resultados alcançados com a conclusão do PASEA, tendo, no entanto, reconhecido a necessidade de mais investimentos para melhorar o acesso à água e energia em Cabo Verde.

O chefe do executivo fez estas considerações em declaração à imprensa, à margem da cerimónia de abertura da exposição fotográfica para homenagear o Programa de Apoio ao Sector de Água e Saneamento (PASEA) e apresentação dos resultados e os ganhos do referido programa.

“Estou satisfeito com o impacto, com aquilo que foi atingido com o programa. São cerca de 1,5 milhões de contos de investimentos no Programa Indicativo de Cooperação (PIC) da cooperação luxemburguesa com Cabo Verde, que tem ganhos substanciais a nível da estruturação da governança do sector da água”, declarou, salientando que o balanço do PASEA é muito positivo.

Avançou neste contexto que vai ser assinado, ainda no mês de Dezembro, um novo PIC da cooperação luxemburguesa, acrescentando que esta parceria terá um pacote importante em diversas áreas de cooperação.

“Por isso que este programa, que faz parte de um PIC que agora termina e vai começar um outro, que será assinado brevemente, representa a expressão daquilo que tem sido uma boa cooperação com Luxemburgo, que é um parceiro de excelência de Cabo Verde. Queremos e desejamos que continue a ser assim”, ressalvou.

Ulisses Correia e Silva destacou os ganhos alcançados na melhoria e regulação do sistema, criação de condições para melhorar a actuação das instituições com investimentos mais fortes, nomeadamente a instalação da dessalinizadora nas ilhas do Maio e da Brava, realçando que estes investimentos contribuem igualmente para aumentar o nível do acesso à água por parte das populações.

Reconheceu, no entanto, a necessidade de investimentos importantes, de forma a promover e melhorar o acesso à água e energia em Cabo Verde, destacando que a água desempenha um papel primordial na vida das pessoas.

“É preciso mais investimentos ainda, porque nós temos níveis de acesso que precisam ser melhorados, estou a falar da água”, destacou, sublinhando que nexo água e energia faz parte da actual governação.

“Temos investimentos em curso para melhorarmos não só o abastecimentos da água às famílias como também a água para a agricultura e outras actividades económicas”, declarou.

Apontou, por outro lado, a problemática das perdas de água como um desafio a ser ultrapassado, tendo lembrado que se está a fazer investimentos nos sectores da água e energia visando reduzir de uma forma significativa as perdas.

O PASEA tem como objectivo melhorar o acesso à água potável e ao saneamento para as populações de Cabo Verde.

Este Programa está assente em três eixos de intervenção, sendo o eixo da melhoria da sustentabilidade financeira do sector e da disponibilidade de dados sectoriais, melhoria da eficiência das empresas de prestação de serviços de água potável e de saneamento e a melhoria dos serviços de saneamento pelas instituições responsáveis.

É um programa que foi financiado pela Cooperação Luxemburguesa, no âmbito do IV Programa Indicativo de Cooperação 2016-2020 (PIC IV) entre Cabo Verde e o Grão-Ducado do Luxemburgo.

CM/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos