Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

PM deseja parcerias fortes de investimentos em sectores-chaves para o desenvolvimento de Cabo Verde

 

Cidade da Praia, 15 Nov (Inforpress) – O primeiro-ministro frisou hoje que Cabo Verde quer ter parcerias fortes de investimentos em sectores-chaves para o desenvolvimento do país, dando a conhecer aos investidores internacionais, as oportunidades de negócios existentes no país.

Ulisses Correia e Silva lançou esse repto em declarações à Inforpress, na Cidade da Praia, à margem das comemorações alusivas ao 147º aniversário da Polícia Nacional (PN), tendo explicado que é com este objectivo que vai estar em Portugal para presidir e participar no 1º Fórum de Desenvolvimento de Cabo Verde (Cabo Verde Development Forum), que acontece esta sexta-feira, 17.

“Vou apresentar aquelas que são as grandes oportunidades de investimentos em Cabo Verde, destacar o programa de reformas que está em curso e fazer com que os empresários e investidores que ainda não conhecem, possam conhecer as oportunidades de investimentos, e possam se engajar neste processo”, explicou.

Segundo ele, o país está a fazer reformas e a criar condições de políticas públicas “muito fortes”, em diferentes sectores, como o turismo, a economia marítima, os transportes aéreos e marítimos, que serão, seguramente, “prioridades” para o próximo ano.

Neste sentido, Ulisses Correia e Silva quer que tanto em Portugal ou noutros países, os investidores possam aproveitar as oportunidades, e que ao lado dos investidores cabo-verdianos, possam criar boas parcerias para investimentos.

A nível fiscal, o primeiro-ministro ressaltou que o importante é que Cabo Verde está a operacionalizar o Centro Nacional de Negócios, que tem um conjunto de medidas e de incentivos a nível de imposto sobre os lucros e com taxas que irão de 2,5% a 5%, conforme o número de emprego criado por cada investimento.

“Tudo que possa ser convergente com a necessidade de termos bons investimentos, que sejam adequados às necessidades de Cabo Verde em termos de crescimento económico e geração de emprego e que possa dinamizar a economia cabo-verdiana terá acesso a estes benefícios”, garantiu.

Promovida pela Ernst & Young SA Portugal (EY) em parceria com o Governo de Cabo Verde, o 1º Fórum de Desenvolvimento de Cabo Verde tem por objectivo contribuir para uma reflexão de modelos e políticas que fomentem oportunidades de investimentos e estimulem a discussão de opções sobre esta questão.

O evento se insere no âmbito do compromisso assumido pelo executivo cabo-verdiano, que visa o desenvolvimento económico e a modernização do país colocando em prática um conjunto de políticas e medidas para tornar o arquipélago num país capaz de atrair interesse e captar o investimento estrangeiro directo (IED).

Para além de participar no certame, Ulisses Correia e Silva que vai estar nesse país europeu, acompanhado pelo ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente e da Economia e Emprego, José da Silva Gonçalves, entre os dias 16 e 18 de Novembro, para dar corpo a outros compromissos da agenda.

Com efeito, o chefe do Governo irá condecorar os artistas cabo-verdianos residentes em Portugal, nomeadamente Toy Vieira, Leonel Almeida, Maria Alice, Sara Tavares, Carmen Sousa e a bailarina coreografa Marlene Monteiro Freitas, com medalha de Mérito Cultural de 1º e 2º graus.

DR/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos