PM considera cabo EllaLink um factor importante na transformação de Cabo Verde como hub digital

Cidade da Praia, 06 Jun (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, considera que o cabo submarino EllaLink, que entrou em funcionamento hoje, é um factor importante na transformação de Cabo Verde como hub digital em África e no Atlântico Médio.

Ao discursar na cerimónia que marcou a entrada em funcionamento desse cabo submarino de fibra óptica, que liga Cabo Verde à Europa e à América Latina, Ulisses Correia e Silva lembrou que o executivo assumiu a transformação digital como um acelerador do desenvolvimento sustentável do país.

“Temos o propósito, ambicioso sim, de posicionar Cabo Verde como um hub tecnológico relevante em África e no Atlântico Médio. O cabo submarino de fibra óptica, de última geração. ElllaLink, que liga Cabo Verde à Europa e à América Latina é um factor importante para o alcance desse objectivo”, disse.

Ulisses Correia e Silva sublinhou igualmente que esse empreendimento, que contou com a parceria da União Europeia e o financiamento em 25 milhões de dólares do Banco Europeu de Desenvolvimento (BEI), marca uma nova era nas telecomunicações e no acesso à internet em Cabo Verde.

Conforme o Chefe do Governo, o mesmo vai aumentar a competitividade do país e responde aos requisitos cada vez mais exigentes de o país de ter internet com conectividade e a velocidade de transmissão de grande quantidade de dados e a grande distância.

“Cabo Verde tem uma localização geoestratégica privilegiada. É um país estável, de baixos riscos sociais, políticos e reputacionais. Tem vantagens comparativas, tem um percurso de desenvolvimento nas telecomunicações, internet e de governação electrónica”, sublinhou.

Para além disso, adiantou que o país está bem posicionado nos rankings internacionais, ingredientes que na sua perspectiva permitem ambicionar Cabo Verde como um hub digital com capacidade para atrair investidores de referências, nómades digitais, exportar serviços e criar oportunidades de empreendedorismo e emprego qualificado para os jovens.

A intenção do Governo, segundo o primeiro-ministro, é aumentar o peso da economia digital no Produto Interno Bruto (PIB), neste momento, estimado em 6% para 25%.

Neste sentido frisou que para além do EllaLink, o Cabo regional que liga Dakar a Praia está praticamente finalizado, devendo entrar em funcionamento para permitir o melhoramento considerável da banda larga total para a exportação internacional de Cabo Verde e Senegal entre os países da África Ocidental.

Como forma de promover economia digital indicou que o Governo trabalhou em diversas dimensões, ao mesmo tempo criando um ambiente favorável para a consolidação e aprofundamento da inovação e do empreendedorismo digital.

EllaLink é um cabo submarino de fibra óptica de última geração, de baixa latência, com uma capacidade de 30 TB. Vai permitir maior capacidade que todos os cabos existentes, vai securizar a comunicação e ligação de Cabo Verde ao mundo.

Para entrar nesse projecto, a Cabo Verde Telecom (CVTelecom) a empresa pioneira em telecomunicações em Cabo Verde, teve-se que dispensar 30 milhões de dólares, sendo 25 milhões para o cabo e 5 milhões para a construção da Estação.

Para viabilizar o projeto, a Empresa recorreu a um financiamento junto do Banco Europeu de Investimento (BEI), no montante de 25 milhões de dólares.
A cerimónia contou com as presenças do vice-presidente do BEI, Ricardo Mourinho Félix, e da directora-geral Adjunta das Parcerias Internacionais da EU, Myriam Ferran,

MJB/JMV
Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos