Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Plano de trabalho para 2021 Cabo Verde/Nações Unidas orçado em cerca 23 milhões de dólares

Cidade da Praia, 26 Fev (Inforpress) – O plano de trabalho conjunto entre Cabo Verde e as Nações Unidas para o ano 2021, a ser assinado hoje, na Cidade da Praia, está orçado em cerca de 23 milhões de dólares.

A informação foi avançada pela coordenadora residente das Nações Unidas em Cabo Verde, Ana Graça, à margem do Diálogo de Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável.

Ana Graça   adiantou que cerca de 19 milhões de dólares do plano anual   de trabalho   já estão disponíveis, sendo que a outra parte vai ser mobilizada junto dos outros parceiros    de desenvolvimento do País.

“A força de todos os parceiros juntos e   o aumento da solidariedade são importantes porque a pandemia teve efeitos dramáticos à escala mundial”, notou a coordenadora, informando que 50 por cento (%) do plano são de fundos das Nações Unidas, sendo a União Europeia “a principal parceira”.

Adiantou que o sector da saúde, principalmente   no apoio ao plano de vacinação contra a covid-19, a protecção social, a educação, a igualdade de género e a protecção da criança são   as áreas prioritárias para aplicação do montante disponibilizado do plano  de trabalho.

Por outro lado, avançou que   este encontro tem como objectivo debater com os parceiros que apoiam Cabo Verde,  através das Nações Unidas, os progressos e desafios para o desenvolvimento sustentável de Cabo Verde.

“É também uma oportunidade de prestar contas, sendo este o quarto ano do nosso ciclo de cooperação” acrescentou, a responsável, lembrando que este acordo é assinado no início de cada ano, após vários meses de planeamento.

Por sua vez, o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Rui Figueiredo Soares, disse que esse montante vai ser mobilizado para os “grandes desafios” que se aproximam num ano em que se prevê a retoma da economia cabo-verdiana.

Para isso, o governante enalteceu o papel da diplomacia que, no ano 2020, segundo ele, conseguiu   “grandes investimentos”    e com “resultados “extraordinários”.

“Neste ano do relançar da nossa economia e desenvolvimento do País iremos continuar   neste sentido de servir   Cabo Verde, através da sua diplomacia”, prometeu o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades.

O Diálogo de Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável tem por objecto discutir sobre progressos e desafios para o desenvolvimento sustentável do País e aprofundar a parceria e cooperação com os parceiros internacionais que cooperam directamente com as Nações Unidas em Cabo Verde.

Para além de representantes do Governo, das instituições públicas e do sector privado, academia e sociedade civil, participam igualmente representantes das agências das Nações Unidas, membros do corpo diplomático, que são parceiros de Cabo Verde através do apoio ao Quadro de Cooperação das Nações Unidas e Governo de Cabo Verde para o Desenvolvimento Sustentável.

OM/AA

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos