Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Planalto Leste: Produtos Amupal passam a ostentar selo SPG nos parques naturais de Santo Antão

Porto Novo, 22 Abr (Inforpress) – Dois dos produtos transformados pela Associação das Mulheres do Planalto Leste (Amupal), em Santo Antão, passam, a partir de Junho, a ostentar o selo do sistema participativo de garantia (SPG) nos parques naturais desta ilha.

Os doces e licores produzidos pela Amupal, que já utilizam o selo de origem dos produtos genuínos de Santo Antão, vão passar, também, já a partir de Junho, a ser comercializados com o selo SGP, disse à Inforpress a presidente desta associação, Josefa Sousa.

Os produtos da Amupal estão, desde Março, disponíveis no mercado com o selo de origem dos produtos genuínos de Santo Antão, atribuído pelas Redes locais para o Turismo Sustentável e Inclusivo (Raízes), passando, a partir do próximo mês, a dispor de um novo selo, desta feita, do SPG, destinado a produtos produzidos nos parques naturais desta ilha.

O selo SPG surgiu no quadro do projecto “agro-ecologia como instrumento para a conservação da paisagem terrestre e para a resiliência das comunidades rurais inseridas nas áreas protegidas e zonas de amortecimento dos parques naturais de Santo Antão, promovido pela Associação dos Amigos da Natureza e pelo Centro Internacional de Estudos Rurais (CERAI).

Com este novo selo, a Amupal já pensa na exportação dos seus produtos, segundo a líder desta associação, que dispõe de uma unidade de transformação de produtos agrícolas, pretendendo, ainda este ano, apostar na produção do vinho.

Com esta iniciativa, pretende-se certificar os produtos agro-alimentares produzidos pelas organizações ou unidades localizadas nos parques naturais de Santo Antão, cuja avaliação está a cargo de uma comissão pluridisciplinar, constituída por profissionais das diversas áreas relacionadas com a produção agro-alimentar em áreas protegidas.

O SPG, que constitui uma forma de garantir a origem, a qualidade e a segurança dos produtos, visa reconhecer e valorizar, de forma participativa, o processo de produção e o impacto de alguns produtos locais nos parques naturais de Santo Antão.

A sigla SPG (Participatory Guarantee Systems, em inglês) foi adoptada durante o Seminário Internacional sobre Certificação Alternativa, promovido em 2004, no Rio Grande do Sul (Brasil), pela International Federation of Organic Agriculture Movements (IFOAM) e pelo Movimento Agroecológico de América Latina e Caribe (MAELA).

JM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos