PJ esteve esta sexta-feira nas ex-instalações do Novo Banco onde fez recolha de documentos

 

Cidade da Praia, 30 Jun (Inforpress) – A Polícia Judiciária (PJ) esteve hoje na sede do ex-Novo Banco, em Achada Santo António, onde procedeu à recolha de documentos que estavam ainda na posse da administração e que são objecto de investigação.

Em declaração aos jornalistas, ao meio da tarde desta sexta-feira, o PCA do ex-Novo Banco, João Fidalgo, confirmou que a PJ esteve nas instalações da entidade bancaria “para fazer o trabalho que lhe cabe”, tendo levado consigo alguns documentos “em vista a completar a investigação que está a decorrer”.

“Já vieram cá outras vezes, mas com este aparato de hoje foi a primeira vez, pelo que nos apanharam de surpresa. Não tínhamos qualquer informação sobre esta visita da PJ”, disse, sem avançar mais pormenores.

O encerramento do Novo Banco levou a despedimento de 60 trabalhadores após o Banco de Cabo Verde ter decidido suspender a sua actividade e transferir para a Caixa Económica de Cabo Verde os depósitos e créditos dos clientes da referida entidade bancária.

Conforme explicação avançada pelas autoridades, o fecho do BN deveu-se à acumulação de resultados negativos, o contínuo aumento das imparidades resultantes da concessão de crédito e o agravamento da situação de liquidez, que culminou num prejuízo a volta de 1,8 mil milhões de escudos (cerca de 16,3 milhões de euros) para o Estado cabo-verdiano.

O Novo Banco de Cabo Verde começou a funcionar em 2011, com o propósito de financiar a concessão de crédito a famílias sem acesso ao crédito, e a pequenos promotores, em sectores como o turismo ou o agronegócio.

PC/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos