PJ detém mulher de nacionalidade portuguesa suspeita da prática de vários crimes

Cidade da Praia, 21 Jan (Inforpress) – A Polícia Judiciária (PJ) informou hoje que deteve fora de flagrante delito, na Cidade da Praia, um indivíduo do sexo feminino, de 42 anos, de nacionalidade portuguesa, suspeita da prática de vários crimes.

De acordo com a nota de imprensa enviada à Inforpress pela PJ, a detenção ocorreu na quarta-feira, 18, decorrente de suspeita de “fortes indícios” de prática dos crimes de burla, falsificação ou alteração de documento, uso de documento ou registo falsos e abuso de confiança.

A Polícia Judiciária, através da Secção Central de Investigação da Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira, no âmbito do cumprimento de um mandado de detenção emitido pelo Ministério Público, declarou ainda que os factos vinham sendo investigados pela PJ desde 2019, na Cidade da Praia, e em vários concelhos da ilha de Santiago.

A suspeita, de acordo com a mesma fonte, é acusada de 73 crimes, sendo cinco de burla qualificada, três de falsificação ou alteração de documento, três de uso de documento ou registo falsos, sessenta e um de burla simples e um de abuso de confiança.

A mesma fonte comunicou igualmente que a detida foi presente na sexta-feira, 20, às autoridades judiciárias competentes para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguida detida e aplicação de medidas de coação pessoal, tendo-lhe sido aplicada a prisão preventiva.

DG/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos